OS REFLEXOS DO CRESCIMENTO DA ENERGIA SOLAR NO BRASIL

Recentemente, muitas empresas vêm adotando o uso de energia solar fotovoltaica como fonte de energia. Além de ser considerado um dos mercados mais promissores do mundo, esse tipo de investimento vem se destacando fortemente no Brasil, principalmente por causa da alta incidência solar no país, estímulos nas ofertas e linhas de crédito mais facilitadas. Um sistema de energia solar fotovoltaica permite que as empresas gerem a própria energia a um custo muito inferior ao da distribuidora, além de causar um importante impacto social e agregação de valor perante clientes e parceiros econômicos.

A seguir, mostraremos os principais reflexos do crescimento da energia solar no Brasil e como você pode fazer parte desse desdobramento.

Mercado deve aumentar até 44% ainda este ano

Segundo a projeção realizada pela Associação Brasileira de Energia Solar (ABSOLAR), o Brasil deverá crescer 44% na capacidade de energia solar instalada em 2019, o que elevará o país ao patamar de 3,3 GW (gigawatts) da fonte em operação. Ainda de acordo com a associação, 2019 deve ser um marco no mercado solar brasileiro devido a expansão da Geração Distribuída (GD) – a modalidade que opera estabelecimentos comerciais, indústria e a regiões rurais. Para a Absolar, os projetos de Geração Distribuída devem acrescer 628,5 megawatts em capacidade solar, o que representa o crescimento de 125%. Enquanto as grandes usinas de energia solar devem somar 382 MW (megawatts) até o final de 2019, representando um crescimento de 21%. Os dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), também mostram que, até o ano de 2024, algo em torno de 1,2 milhão de geradores de energia fotovoltaica devem ser instaladas em residências e empresas em todo o Brasil, representando 15% da matriz energética.

Nós podemos ser considerados um grande exemplo desse crescimento, nos meses de Abril e Maio, a Insole, dentro de seu processo de expansão, abriu seis novas unidades: 5 no estado de Pernambuco, nas cidades de Petrolina, Vicência, Carpina, Garanhuns e Caruaru, e uma unidade no estado de Minas Gerais, em Belo Horizonte. 

Crescimento nas instalações residenciais e comerciais

O crescimento contínuo do mercado de energia solar se dá pelo fato da tecnologia renovável estar caindo na graça dos brasileiros, que passaram a ver esse tipo de energia como um investimento, que precisa ser levado em consideração, tanto pelo fator economia, quanto para o meio ambiente. Segundo uma pesquisa levantada pelo DataFolha, 79% dos brasileiros desejam instalar energia fotovoltaica em casa, contanto que tenham acesso a um financiamento competitivo. Desde então, é possível perceber um aumento nas ofertas e linhas de crédito, tanto para pessoas físicas, quanto para pessoa jurídica. Essa expansão de crédito pode ser uma das causas pelas quais a energia solar representa uma parte considerável nas residências e empresas. A Insole, por exemplo, conseguiu entregar mais de 60 novos projetos entre instalações residenciais e empresariais nos últimos 5 meses, e segue com grandes estimativas até o final do ano.

Os indicadores mostram que, até 2030, o mercado de energia solar deverá movimentar algo em torno de R$ 100 bilhões na economia do Brasil, além do poder de geração de mais de 1 milhão de empregos. Sendo assim, podemos afirmar que o mercado de energia solar seguirá sendo promissora para o país em 2019, e com uma tendência de crescimento ainda maior nos anos seguintes.

Quer saber com fazer parte desse novo jeito de economizar e gerar a sua própria energia? Solicite um orçamento: