O mercado de energia solar é considerado um dos mais promissores do mundo, o que pode contribuir diretamente para a melhoria da qualidade de vida e redução de custos para o consumidor. A incidência solar no Brasil também é destaque para as melhores condições em geração de energia solar. A seguir, mostraremos os principais reflexos do crescimento da energia solar no país e como você pode fazer parte desse desdobramento.

Mercado deve aumentar até 44% ainda este ano

Segundo a projeção realizada pela Associação Brasileira de Energia Solar (ABSOLAR), o Brasil deverá crescer 44% na capacidade de energia solar instalada em 2019, o que elevará o país ao patamar de 3,3 GW (gigawatts) da fonte em operação. Ainda de acordo com a associação, 2019 deve ser um marco no mercado solar brasileiro devido a expansão da Geração Distribuída (GD) – a modalidade de que opera estabelecimentos comerciais, indústria e a regiões rurais. Para a Absolar, os projetos de Geração Distribuída devem acrescer 628,5 megawatts em capacidade solar, o que representa o crescimento de 125%. Enquanto as grandes usinas de energia solar devem somar 382 MW (megawatts) até o final de 2019, representando um crescimento de 21%. Os dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), também mostram que, até o ano de 2024, algo em torno de 1,2 milhão de geradores de energia fotovoltaica devem ser instaladas em residências e empresas em todo o Brasil, representando 15% da matriz energética.

Nós podemos ser considerados um grande exemplo desse crescimento, nos meses de Abril e Maio, a Insole, dentro de seu processo de expansão, abriu seis novas unidades: 5 no estado de Pernambuco, nas cidades de Petrolina, Vicência, Carpina, Garanhuns e Caruaru, e uma unidade no estado de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

Crescimento nas instalações residenciais e comerciais

O crescimento contínuo do mercado de energia solar se dá pelo fato da tecnologia renovável estar caindo na graça dos brasileiros, que passaram a ver esse tipo de energia como um investimento, que precisa ser levado em consideração, tanto pelo fator economia, quanto para o meio ambiente. Segundo uma pesquisa levantada pelo DataFolha, 79% dos brasileiros desejam instalar energia fotovoltaica em casa, contanto que tenham acesso a um financiamento competitivo. Desde então, é possível perceber um aumento nas ofertas e linhas de crédito, tanto para pessoas físicas, quanto para pessoa jurídica. Essa expansão de crédito pode ser uma das causas pelas quais a energia solar representa uma parte considerável nas residências e comércios. A Insole, por exemplo, conseguiu entregar mais de 60 novos projetos entre instalações residenciais e comerciais nos últimos 5 meses, e segue com grandes estimativas até o final do ano.

Os indicadores mostram que, até 2030, o mercado de energia solar deverá movimentar algo em torno de R$ 100 bilhões na economia do Brasil, além do poder de geração de mais de 1 milhão de empregos. Sendo assim, podemos afirmar que, o mercado de energia solar seguirá sendo promissor para o país em 2019, e com uma tendência de crescimento ainda maior nos anos seguintes.

Quer saber com fazer parte desse novo jeito de economizar e gerar a sua própria energia? Clique aqui e solicite um orçamento com a Insole.